segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Quando muçulmanos se convertem a Cristo

Ver o vídeo abaixo é uma agradabilíssima surpresa. 

Eu até sabia que existem serviços missionários dedicados exclusivamente a compartilhar o evangelho com povos muçulmanos, mas que isso se dava de forma muito velada e perigosa, sem esse tipo de exposição pública. 

Até onde pude apurar, realmente existe o canal de TV intitulado Al Hayat ("Vida", em árabe), que não tem uma programação 100% cristã, mas boa parte dela é de cunho evangelístico, e o seu site pode ser acessado clicando aqui, com conteúdo majoritário em árabe, mas com uma ou outra informação em inglês e francês. 

A Wikipedia (somente em inglês) informa que a Al Hayat foi fundada em 2003, e que tem a maior parte do seu conteúdo produzido no Egito, e o seu sinal atinge os países árabes e as suas comunidades espalhadas pela Europa. 

Um dos seus expoentes é o padre copta egípcio Zakaria Botros, que aparece na metade do vídeo abaixo vestindo um hábito preto com um crucifixo pendurado no pescoço, e com um discurso mais parecido com o de um pastor protestante. 

Aparentemente, na hora de pregar aos muçulmanos, os cristãos árabes enterram suas diferenças teológicas. 

O padre Botros é considerado o inimigo público nº 1 do Islã, segundo informa a National Review, justamente por sua atitude de, como cristão, não se submeter aos muçulmanos (como reza a Surata 9:29 do Alcorão), e criticar abertamente o livro sagrado islâmico, bem como suas doutrinas. 

Tudo isto estaria produzindo muitas conversões nos países árabes, embora de maneira clandestina, já que em muitos deles é proibido - por lei - mudar de religião. 

O vídeo abaixo (com legendas em português) é impressionante. 

Em uma das ligações recebidas por um dos programas da Al Hayad, uma mulher árabe agradece a Deus pelo câncer que ela teve, pois foi esta a maneira pela qual o seu marido muçulmano voltou a respeitá-la e toda a família foi, de alguma maneira, transformada por essa provação. 

Algo completamente diferente da pregação maciça do triunfalismo e da prosperidade que vemos nos programas evangélicos da TV brasileira. 

Assista com atenção e ore por esses irmãos:





2 comentários:

  1. Não sabes que a Igreja copta é anterior a Revolução Protestante? Kkk quem imita nós, são vós plagiadores das escrituras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que não entendi a razão de tanta animosidade e ofensa gratuita.

      Os coptas sempre foram muito bem tratados neste blog com todo o respeito e dignidade que merecem, conforme você pode perceber por este link:

      https://ocontornodasombra.blogspot.com/search/label/coptas

      Li e reli o texto acima para verificar se havia alguma ofensa aos coptas, mas sinceramente não a encontrei.

      O que talvez pudesse ser (mal) interpretado como "ofensa" é o trecho em que digo que "na hora de pregar aos muçulmanos, os cristãos árabes enterram suas diferenças teológicas".

      Entretanto, pedindo antecipadamente perdão se me expressei mal, o que eu quis dizer por "cristãos árabes" e suas "diferenças" não tem nada a ver com alguma ofensa aos coptas, mas ao fato histórico simples de que existem várias denominações representadas entre os cristãos árabes, como por exemplo os coptas, os greco-ortodoxos, os maronitas, os greco-católicos-melquitas, siríacos, armênios, etc., além da minoria católica romana e protestante.

      Só em Jerusalém se listam 14 denominações:

      https://youtu.be/NpgHleRcchA

      Portanto, aqui neste blog sempre se soube e sempre se divulgou que a Igreja Copta é uma das mais antigas denominações cristãs, sendo esta apenas uma das muitas razões pela qual ela deve ser sempre respeitada e admirada.

      Se mais não dissemos sobre os coptas, foi porque, devido aos limites espaço-temporais, este blog sempre procurou retratar todas as denominações cristãs, além de outras religiões e inclusive o ateísmo, de maneira genérica mas indicando meios de aprofundamento em cada um(a) de maneira individualizada, fazendo um mosaico o mais variado e abrangente possível das manifestações religiosas (ou da falta delas), sem querermos ser os donos da verdade ou dar opiniões definitivas, condenatórias e desrespeitosas sobre quem quer que seja.

      E, sinceramente, acho que conseguimos, razão pela qual encerramos o blog em 2 de fevereiro de 2018:

      https://ocontornodasombra.blogspot.com/2018/02/10-anos-de-blog-e-1-adeus.html

      O que nos levou a esta conclusão - já naquela época - foram as manifestações de muitas pessoas dos mais diferentes credos e vertentes, que sempre nos tiveram como interlocutores confiáveis e respeitosos.

      Lamento profundamente que não tenha sido este o seu caso.

      Excluir

Obrigado por visitar O Contorno da Sombra!
A sua opinião é bem-vinda. Comentários anônimos serão aprovados desde que não apelem para palavras chulas ou calúnias contra quem quer que seja.
Se você ainda não fez isso, sugerimos que você se cadastre no IntenseDebate (http://intensedebate.com/), que é a melhor plataforma para opinar em blogs, fóruns e sites.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails