segunda-feira, 18 de junho de 2012

Lula engravida coreana

Calma, gente apressada. Não precisa instaurar uma CPI para investigar o estranho fato ocorrido na Coreia do Sul. 

Não estamos falando do ex-presidente (querido para uns, odiado para outros), mas do molusco mesmo. Comer lula crua pode não ser uma boa ideia.

Também não estamos falando de uma "gravidez" propriamente dita, mas de um raríssimo caso de (tentativa acidental de) fertilização inter-espécies, segundo informa o portal R7:

Lula ejacula na boca de coreana em restaurante

Molusco não estava bem cozido, causou mal-estar e cliente encheu a boca para reclamar

Uma mulher de 63 anos foi jantar em um restaurante em Seul, na Coreia do Sul e acabou tendo uma surpresa desagradável graças a uma lula mal-cozida.

A história é tão curiosa que acabou virando o artigo mais lido no boletim da Sociedade Americana de Parasitologia deste mês.

Mas... O que a parasitologia tem a ver com a Lula?

Calma: a gente chega lá.

A zorra toda começou quando a mulher comeu a lula. Primeiro, ela sentiu uma intensa dor na boca - o que fez com que ela cuspisse a lula de volta ao prato. Depois que a dor passou, ela passou a sentir uma sensação estranha na boca, como se pequenos organismos estivessem zanzando lá dentro.

Ela foi a um hospital e, lá, os médicos supuseram que os tais "pequenos organismos" eram parasitas que estavam na lula e que, na mordida, transferiram-se para a boca da mulher, só que não era isso, não. Era BEM pior.

Depois de uma análise mais detalhada, os médicos descobriram que aqueles organismos - que eles acharam ser parasitas porque eles não pararam de se mexer - eram espermatozoides da lula.

A lula é um bicho gozado. Para se reproduzir, ela usa uma tática que é toda dela. O macho traz em si um recipiente em que ficam todos os espermatozoides e lança este recipiente na fêmea para fecundá-la.

O que aconteceu foi que a mulher mordeu o órgão em que a lula armazenava e libertou os espermatozoides que resolveram celebrar a liberdade do jeito deles: tentando fecundar a mucosa bucal, as cáries e restaurações da boca da mulher.

Por mais esquisito possa parecer, esse tipo de incidente não é tão incomum assim e, vira e mexe, no Japão, isso acontece com alguém.

Médicos e cozinheiros alertam que, para evitar esse tipo de mal-estar, a melhor coisa é cozinhar muito bem a lula ou, se for comer crua, tomar o cuidado de retirar as bolsas reprodutoras junto com os outros órgãos internos.



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails