quarta-feira, 25 de julho de 2012

Centro de São Paulo perde Dedé

Quem frequenta (ou frequentou) o centro de São Paulo está acostumado com os personagens estranhos e divertidos que povoam as ruas e os calçadões estreitos naquele desamparo rotineiro que a capital paulista reserva aos seus moradores e transeuntes.

Um dos maiores ícones desse pequeno mundo incrustado no coração da cidade era Dedé, uma figura humilde, esquálida e afeminada que vivia com um microfone na mão desde os anos 1980, cantando seus desvarios e alegrando as manifestações e as multidões com seus trinados estridentes.

Chegou a participar de vários programas populares na TV, muitas vezes sendo ridicularizado pelo seu jeito inusitado de ser.

Como cantor de rua, Dedé alegrou milhares, talvez milhões de pessoas, ao longo das últimas décadas. Era impossível ficar alheio a ele por onde passava.

Fico sabendo agora - pela Rede Brasil Atual - que Dedé Passos morreu no último dia 14 de junho. O centro de São Paulo, onde circulo raramente hoje em dia, ficou certamente mais pobre e triste.

Menos mal que haja muitos vídeos do Dedé no youtube. Em homenagem a ele, seguem os dois vídeos abaixo. O primeiro, onde ele interpreta "Mosca na Sopa" do Raul Seixas, dando o seu toque peculiar; e o segundo, interpretando "O Bêbado e a Equilibrista", de João Bosco, com destaque para a estrofe final:

A esperança equilibrista
Sabe que o show
De todo artista
Tem que continuar...







LinkWithin

Related Posts with Thumbnails