segunda-feira, 4 de abril de 2011

Masturbação para pernas inquietas

Eu fico imaginando o que é que vai ter de molecada na igreja inventando uma doença rara só pra arranjar uma nova desculpa pra contar pro pastor, depois que lerem esta notícia do NewScientist, traduzida e aproveitada por Bruno Calvazara para ser publicada no site HypeScience (embora esteja com cara de 1ª de abril). O único reparo que julgo ser necessário é que, pelo texto da notícia em inglês, parece que se trata de pesquisadores da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e não da USP:

Pesquisadores da USP descobrem tratamento para síndrome das pernas inquietas: masturbação

Existem diversos mitos sobre as consequências que pode sofrer quem se masturba, desde pelos indesejados na mão até a cegueira. Mas por esse efeito ninguém esperava: a masturbação pode ter um benefício clínico real no alívio para quem sobre da síndrome das pernas inquietas (SPI). Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) descobriram que a controversa prática pode fornecer um doce alívio para cerca de 7% a 10% das pessoas que sofrem da condição.

SPI é um distúrbio neurológico caracterizado por uma angustiante necessidade de movimentar as pernas. É geralmente associada a sensações desagradáveis ​​nos membros inferiores, tais como formigamento, dor e coceira.

As causas exatas da síndrome ainda estão sendo estudadas, mas as pesquisas já concluídas sobre o assunto, utilizando exames de imagem cerebral, sugerem que um dos fatores que contribuem para o desenvolvimento da SPI é um desequilíbrio na dopamina – um neurotransmissor que, entre outras coisas, ativa as áreas cerebrais responsáveis ​​pelo prazer. Suspeita-se que o desequilíbrio da dopamina seja também responsável por alguns dos sintomas do Mal de Parkinson.

Drogas que regulam os níveis de dopamina mostraram ser efetivas na redução dos sintomas da SPI quando tomadas antes de dormir. Esse é o tratamento inicial ideal.

Embora os medicamentos resultem na melhoria significativa dos sintomas de um homem de 41 anos com síndrome das pernas inquietas, ele encontrou um tratamento ainda melhor: o alívio completo após a masturbação ou o sexo.

Luis Marin e seus colegas da USP, que publicaram sua pesquisa sobre o novo tratamento este mês na revista “Sleep Science” (“Ciência do Sono”), especulam que a liberação de dopamina após o orgasmo possa desempenhar um papel determinante no alívio dos sintomas.

Um orgasmo proporciona uma das maiores explosões naturais de dopamina disponível para nós. Quando o pesquisador Gert Holstege, da Universidade de Groningen, na Holanda, e sua equipe mapearam o cérebro de homens no momento da ejaculação, eles notaram que as imagens obtidas lembravam o êxtase causado pelo consumo de heroína.

O aumento temporário da dopamina pode agir de forma semelhante às drogas que imitam o hormônio, concedendo ao homem bastante alívio nas pernas inquietas – o suficiente para deixá-lo dormir uma noite inteira.

A ciência já provou que a masturbação protege os homens contra o câncer de próstata e ameniza os sintomas da febre dos fenos (reação alérgica ao pólen). Nenhum efeito prejudicial ao sistema visual foi descoberto até agora.

2 comentários:

  1. Sou pesquisador da net, Saiba o real significado do RA-TIM-BUM em nosso site

    http://www.assembleiabelem.br22.com/word/forum1.html

    Saiba alguns significado de algumas palavras em nosso blog, aprenda para ensinar

    Saiba qual o erro do novo CD da damares

    http://www.assembleiabelem.br22.com/word/musica4.html

    Aproveite e Acesse nosso site

    www.assembleiabelem.br22.com

    ResponderExcluir
  2. Com portador de SPI, confesso que estou muito animado para começar o tratamento. Não preciso nem torcer pra dar certo.

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar O Contorno da Sombra!
A sua opinião é bem-vinda. Comentários anônimos serão aprovados desde que não apelem para palavras chulas ou calúnias contra quem quer que seja.
Se você ainda não fez isso, sugerimos que você se cadastre no IntenseDebate (http://intensedebate.com/), que é a melhor plataforma para opinar em blogs, fóruns e sites.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails