domingo, 18 de dezembro de 2011

Globo oferece prato de lentilhas a evangélicos e alguns Esaús aceitam

"Business is business", já diria o caipira. Com a audiência em baixa e a ideologia gospel em alta, era só questão de tempo para que a Rede Globo percebesse a mina de ouro que é o mercado "evangélico" no Brasil, antes território cativo da Record do bispo (enquanto a Globo se especializou em produzir novelas espíritas, diga-se de passagem).

Depois de passar décadas ignorando e ridicularizando os evangélicos em suas novelas e minisséries, a Globo resolveu realizar o evento especial de final de ano, intitulado "Promessas", um fracasso de público ao vivo que vai ao ar em videotape na tarde deste domingo, e que certamente fará os seus artistas gospel (da Som Livre) venderem mais discos.

Foi o suficiente para uma leva de evangélicos, Malafaia incluído, achar que o céu desceu na forma de Vênus Platinada, como a Globo sempre foi conhecida. Não deixa de ser (mais) um misticismo pra esse povo seguir.

Como Esaú vendeu seu direito de primogenitura por um prato de lentilhas (Hebreus 12:16), ao primeiro aceno mercadológico da antes Babilônia televisiva, lá estavam na rebarba vários cantores e cantoras, sempre com a desculpa na ponta da língua de que estavam fazendo um "serviço" pra Deus.

Como se Ele precisasse da Globo para que o evangelho seja pregado. Não é surpresa, portanto, que alguns tenham viajado na maionese gospel, dizendo que "Deus tocou o coração da Globo".

Agora, quem diria, além de cozinhar lentilhas na Ana Maria Braga, a Globo também "tem coração"... confira na notícia publicada na Folha de S. Paulo de hoje:

Cantora gospel diz que 'Deus tocou o coração da Globo'

Festival Promessas reuniu público abaixo do esperado no Rio, mas artistas e fiéis o classificam como 'evento histórico'

Rede carioca, que exibe show hoje, montou estrutura com um helicóptero, câmeras de alta definição e gruas

MARCO AURÉLIO CANÔNICO
DO RIO

"Este é um evento histórico", dizia o animador de palco, tentando inspirar o pequeno público que aguardava o início do festival Promessas, no sábado passado. "Você vai poder dizer que esteve no primeiro evento evangélico que a Globo organizou!"

No palco como na plateia, a visão de que se tratava de um "evento histórico" estava disseminada entre os fiéis -boa parte vinda de municípios da Baixada Fluminense e de subúrbios distantes do Aterro do Flamengo (onde o festival aconteceu).

O baixo quórum não preocupava: todos apostavam na capacidade da emissora líder de disseminar "a palavra de Deus" para uma audiência abrangente.

"É a concretização de um clamor de muitos anos. Vai marcar a história", disse a pastora e cantora Ludmila Ferber. "É maravilhoso que a Globo tenha abraçado a causa e entendido quão poderosa é a mensagem de Deus."

Fé à parte, o aspecto comercial da empreitada -para a qual a Globo montou uma grande estrutura de divulgação e de transmissão (14 câmeras de alta definição, gruas, helicóptero)- não escapou aos religiosos.

"A Globo era a única emissora que não abria para os evangélicos. Notou que estava ficando para trás", disse Erisvaldo Oliveira, 26, fiel da primeira Igreja Batista da Ponte Preta, de Magé (RJ).

"Ela sabe que vai passar a ter muito mais audiência."

A disputa pelos telespectadores (e pelos ouvintes, já que parte dos artistas tem discos lançados pela Som Livre, gravadora ligada à Globo) era, no entanto, relativizada pelos participantes.

"Eu sei que, a princípio, todo mundo pensa em grana, em 'business'. É claro que isso existe, nós somos de carne e osso, mas acima disso tudo está o propósito de Deus para esta nação", disse o cantor Fernandinho, um dos mais aguardados do festival.

Os evangélicos também celebravam o evento como um ponto de inflexão no tratamento dispensado a eles pela emissora carioca.

"A Bíblia diz que todo joelho se dobrará e toda língua confessará que Deus é o Senhor", afirmou a enfermeira Janaína Silva, 28, citando um trecho da Carta aos Romanos.

"A Globo fez isso agora porque Deus tocou o coração deles. Era o momento certo, Deus não chega atrasado", disse a cantora Damares.





4 comentários:

  1. Eu não vejo dessa forma, se a Globo convidou os cantores para "Ganhar Dinheiro" em cima disso que bom, pq quem mais ganhou foi Deus com a sua palavra sendo levada a todo o MUNDO já que a Globo é a maior Rede de Televisão de TODOS os tempos!

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o autor do texto. Todos os cristãos que aceitam este tipo de oferta como a feita pela Tv Globo, podem ser chamados de Esaú. Deus não precisa de propagandistas, mas, sim de pessoas que testemunhem a OBRA DA CRUZ, e, creio que eventos similares aos dos pagãos não é a forma adequada de testemunhar. Nunca devemos esquecer que Deus não precisa de nós ou de quem quer que seja. Se temos a chance da Salvação é unicamente pela sua graça.
    Abraços.
    Fabio, cristaodebereia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. "Porque daqui em diante estarão cinco divididos numa casa..."

    o texto acima, do livro que os amados editores deste blog terminaram recentemente uma série de considerçãoes, pra nosso deleite. Precisamente o capítulo 12, verso 52, nos ilumina o atual momento: possivelmente veremos avatares à exaustão com posturas de 'maduros' em comentar (desbaratinar) este ou aquele movimento ou igreja. não podemos negar o poder malévolo, opressor e controlador que tal corporação possui. ainda esta semana eu fiz um post num site bem rodado censurando o costume de muitos irmãos de assitirem as NÓvelas (sim, amarram) e seriados da lua de prata. com 5 minutos da postagem enviada, o meu blog foi cancelado sob a condenação de infringir os termos da Google! possa ser coincidência mas, o amado irmão que moderou meu comentário não tem uma posição clara: num texto ele se mostra semi-neutro; noutro, ele faz a defesa das duas partes: da emissora e dos cristãos esclarecidos. junte-se isso tudo a derruba de meu blog, e ficamos com pulgas na orelha...
    é também fato que a mesma irmandade ariana, além de seus rituais bruxos pra que suas produções enfeiticem a massa (basta pesquisar seriamente na web), também possui uma cota de amantes (no pior sentido da palavra) que, por não terem forças ou coragem de reconhecer sua devassidão passiva (pecar não é só fazer; é também trazer pra dentro do lar, ao não selecionar as programações), banem para o esquecimento os profetas que apregoam a libertação de tais algemas. Acima, tivemos uma aclamação clara à qualidade da dita emissora. A mesma possui milhares de mentes, pensantes e influentes. Dinheiro não é o problema pois, por ser promotora da ‘cultura’ nacional , já foi socorrida várias vezes pelos cofres públicos. Eu pergunto: como é que uma entidade tão antiga e poderosa contrata artistas que se descambam pra quem pague melhor, não consegue mais de 20 mil pessoas tendo a maior rede de publicidade do país?
    Cabe ao povo de Deus, continuar fora de tais eventos, já que a maioria cultua dentro de casa, na sala, todos os tipos de satanismos, devassidões, prostituições, homosexualismos entre outras atividades de elevo sócio-religioso. Depois queremos que Deus opere EM nós em nossas igrejas. Meditem nisso. no mínimo querem aumentar as divisão no corpo da igreja brasileira e nos lares tambem.

    ResponderExcluir
  4. Comentar sobre este assunto é o mesmo que falar sobre a bancada evangélica, que defendem os interesses de Deus (desde quando Deus precisa que alguém defenda os interesses d´Ele?). A verdade é que a Rede Globo, percebeu que o mercado gospel é um grande mercado, vide o crescimento da Record por causa da IURD, a Mundial do Poder de Deus, a Renascer, etc. Eles como qualquer negociante estão interessados em vender mais, em melhorar a sua audiência no meio do "povo evangélico", eles estão certo tem que buscar o melhor para a empresa deles, o problema não são eles, mas sim aqueles que aceitam. Alguns argumentarão que isso é bom, que agora poderão atingir mais e mais almas, etc. Hum, desconfio que por trás de todo o interesse com a globo, não seja o de pregar a palavra, mas em sim aumentar as arrecadações das igrejas. Pois o que é mais engraçado nesses programas ditos evangélicos a grande maioria deles pregam o evangelho das necessidades pessoais, de resolver o problema somente neste mundo miserável, como se aqui já fosse o céu (para alguns realmente o são). Eles não pregam a salvação por meio de Jesus, mas pregam a prosperidade por meio de Deus, a salvação em Jesus é uma promessa vindoura.

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar O Contorno da Sombra!
A sua opinião é bem-vinda. Comentários anônimos serão aprovados desde que não apelem para palavras chulas ou calúnias contra quem quer que seja.
Se você ainda não fez isso, sugerimos que você se cadastre no IntenseDebate (http://intensedebate.com/), que é a melhor plataforma para opinar em blogs, fóruns e sites.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails